Editado pelo Grupo Interlab Ano XXXII - Nº 143
Abril/Maio/Junho de 2010
  PÁGINA 1  |  PÁGINA 2  |  PÁGINA 3  |  PÁGINA 4  |  PÁGINA 5  |  PÁGINA 6  |   PÁGINA 7  |  PÁGINA 8
Identificação de Leveduras Patogênicas:
Com reailização simultânea de Teste de Sensibilidade e antifúngicos

Candifast e Fungifast

As infecções fúngicas, em especial aquelas causadas por leveduras, aumentaram significativamente.
As leveduras são agentes oportunistas. A maioria delas é saprófita, mas pode se tornar patogênica quando o hospedeiro apresenta fatores de predisposição. Estas condições podem ser devido a:

- Fatores fisiológicos: recém-nascidos, pessoas idosas, mulheres gestantes
- Fatores patológicos: câncer, imunodeficiência, distúrbios metabólicos, etc
- Fatores locais: esfolamentos, macerações
- Fatores relacionados à terapia: antibióticos, pílulas anticoncepcionais, agentes imunodepressores, radiações ionizantes, cirurgia, etc

As características clínicas causadas por estas leveduras são bem variadas: efeitos cutâneos; irritações mucocutâneas (candidíase oral, esofagite, colite, vaginite, etc) e afecções septocêmicas e viscerais.
Embora a Candida albicans seja predominante em amostras clínicas, outras espécies de Candida tem sido relatadas como importantes patógenos oportunistas. Algumas espécies como C.glabrata e C.krusei têm-se mostrado intrinsecamente resistentes ao fluconazol, enquanto que C.lusitaneae tem sido relatada como resistentes a Anfotericina B. Consequentemente faz-se necessária uma identificação rápida e precisa dessas leveduras para que se estabeleça uma terapia antifúngica adequada.
O aumento do número de agentes antifúngicos disponíveis e o aparecimento de micoses resistentes ao tratamento justificam a realização do antifungigrama.
Candida albicans possui fatores de virulência que melhor promovem sua invasão.
Somente a C.tropicalis é mais virulenta que a C.albicans quando presente em pacientes com leucemia ou Doença Linforeticular maligna. C.lusitaneae e C.krusei aparecem como patógenos oportunistas emergentes e foram isolados de pacientes com fungemia.
Veja na tabela as opções comercializadas pela Interlab para identificação de leveduras patogênicas:





 


  

   
 
Topo